Merkel começou a ter tremores após 'encarada de nosso presidente Trump', diz Mourão

Vice-presidente do Brasil ironizou chanceler alemã; Merkel sofreu tremores em três eventos públicos nos últimos meses

O vice-presidente do Brasil, Hamilton Mourão, afirmou nesta quarta-feira (07/08) que a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, começou a ter tremores após o mandatário norte-americano Donald Trump, a quem chamou de "nosso presidente", dar uma "encarada" na governante. As informações são do jornal O Globo.

Em palestra concedida na cidade de Santa Cruz do Sul, no Rio Grande do Sul, Mourão fez referência à foto tirada durante cúpula do G-7 em que mostra Merkel debruçada sobre uma mesa olhando Trump, enquanto o presidente dos EUA, sentado, aparece esteticamente infantilizado perante à chanceler alemã.

"É o retrato dos mais desenvolvidos. O nosso presidente Donald Trump dando uma encarada na Merkel. Eu acho que foi por isso que a Merkel começou a ter uns tremores de vez em quando", disse. 

Reprodução
Vice-presidente do Brasil ironizou chanceler alemã, que sofreu tremores em três eventos públicos nos últimos meses

Alem de chamar Trump de "nosso presidente", Mourão ironizou o estado da chanceler alemã que, entre junho e julho, sofreu em três ocasiões com tremores durante eventos públicos.

A última vez aconteceu durante um encontro com o primeiro-ministro da Finlândia, Antti Rinne, em Berlim. A chanceler já havia tido episódios semelhantes em 18 de junho, em uma cerimônia com o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, e no dia 27 do mesmo mês, na posse de uma ministra. Na primeira ocasião, o governo alemão atribuiu a tremedeira a uma suposta desidratação de Merkel.

Comentários