Após fala de Alvim, embaixada da Alemanha critica 'banalização do nazismo'

'O período do nacional-socialismo é o capítulo mais sombrio da história alemã, trouxe sofrimento infinito à humanidade', disse representação diplomática alemã

A embaixada da Alemanha no Brasil publicou nesta sexta-feira (17/01) nas redes sociais uma nota que critica "qualquer tentativa de banalizar ou mesmo glorificar" o nazismo.

A mensagem chega após o secretário de Cultura do governo Bolsonaro, Roberto Alvim, ter divulgado um vídeo em que copia frases do nazista Joseph Goebbels, o ministro da Propaganda de Adolf Hitler.

"O período do nacional-socialismo é o capítulo mais sombrio da história alemã, trouxe sofrimento infinito à humanidade. A Alemanha mantém sua responsabilidade. Opomo-nos a qualquer tentativa de banalizar ou mesmo glorificar a era do nacional-socialismo", diz a nota. 


FORTALEÇA O JORNALISMO INDEPENDENTE: ASSINE OPERA MUNDI


O vídeo de Alvim foi postado pela própria Secretaria Especial da Cultura. O objetivo era divulgar o Prêmio Nacional das Artes, apresentado horas antes em uma transmissão ao vivo com a participação do próprio presidente.

Reprodução
Secretário de Cultura do governo Bolsonaro, Roberto Alvim, divulgou um vídeo em que copia frases do nazista Joseph Goebbels

Em determinado trecho da gravação, Alvim diz: "A arte nacional da próxima década será heroica e será nacional. Será dotada de grande capacidade de envolvimento emocional e será igualmente imperativa, posto que profundamente vinculada às aspirações urgentes do nosso povo, ou então não será nada".

As frases são semelhantes a um discurso feito por Goebbels, o grande ideólogo da propaganda nazista, para diretores teatrais em Berlim, em 1933. "A arte alemã da próxima década será heroica, será ferreamente romântica, será objetiva e livre de sentimentalismo, será nacional com grande páthos e igualmente imperativa e vinculante, ou então não será nada", disse Goebbels na ocasião.

*Com ANSA

Comentários