Congo investiga soldados acusados de abuso sexual na República Centro-Africana

Atuando nas Forças de Paz da ONU, 120 soldados congoleses foram acusados de abuso sexual pela Human Rights Watch

Esteja sempre bem informado
Receba todos os dias as principais notícias de Opera Mundi

Receba informações de Opera Mundi

As autoridades do Congo e da República Democrática do Congo deram início na sexta-feira (05/02) a uma investigações contra 120 soldados congoleses que serviam na Missão das Nações Unidas na República Centro-Africana (Minusca) e foram acusados de abuso sexual pela ONG Human Rights Watch.

“Devido ao entendimento entre o governo congolês e o escritório do secretário-geral da ONU, foi acordado que uma investigação administrativa será realizada”, disse o ministro das Comunicações, Thierry Moungalla. Ele ainda afirmou que a apuração será conduzida pelo ministro da Defesa que irá “verificar a veracidade das alegações [da Human Rights Watch]”.

Minusca/FlickrCC

Soldado congolês na República Centro-Africana

Inicialmente a organização havia denunciado sete casos de abuso na cidade de Bambari, porém, na quinta-feira (04/02), divulgou um novo relatório apresentando mais oito casos de assédio sexual na mesma cidade. As vítimas teriam entre 13 e 29 anos.

Após suspensão, diretor da ONU que denunciou abuso sexual na República Centro-Africana é inocentado

Soldados europeus abusaram sexualmente de crianças na República Centro-Africana, diz ONU

Por abusos sexuais, ONU vai repatriar soldados de missão na República Centro-Africana

 

“[Funcionários da ONU] Encontraram evidências iniciais suficientes indicando que cinco das vítima eram menores de idade e foram violentadas sexualmente e que um adulto foi sexuamente explorado”, disse a Minusca em comunicado.

Logo após as acusações, a ONU repatriou 120 soldados congoleses que atuavam na República Centro-Africana.

Os casos de abuso sexual por parte dos soldados da ONU no país foram revelados em 2014 após o diplomata Anders Kompass repassar um relatório, intitulado “Abuso Sexual de Crianças pelas Forças Armadas Internacionais”, para autoridades francesas. Na semana passada, as Nações Unidas afirmaram que soldados da Geórgia, da França e de outro país europeu não identificado violentaram crianças na República Centro-Africana.

Outras Notícias

X

Assine e receba as últimas notícias

Receba informações de Opera Mundi

Destaques

Publicidade

O livro que você quer!

O livro que você quer!

A Editora Alameda selecionou 31 títulos especialmente para você, leitor de Opera Mundi. Alguns destaques: Vila Buarque, o caldo da regressão, de Marcos Gama; Autoritarismo e golpes na América Latina, de Pedro Estevam Serrano; Machado de Assis - a Poesia Completa; A formação do mercado de trabalho no Brasil, de Alexandre de Freitas Barbosa; Nós que amamos a revolução, de Américo Antunes; Jorge Amado na Hora da Guerra, de Benedito Veiga; Da Pizza ao Impeachment, de Roberto Grün; Tsimane, de Aline Vieira, e Casa da Vovó, de Marcelo Godoy. A lista é incrível, aproveite. Tem alguns descontos convidativos e o frete é grátis para todo o Brasil.

Leia Mais

O melhor da imprensa independente

PUBLICIDADE

A revista virtual
desnorteada

Mais Lidas

Últimas notícias

'The Post': a história não foi bem assim

Jornalista Ben H. Bagdikian, personagem coadjuvante em The Post, tem uma versão diferente da contada no filme; Bagdikian é autor do livro O Monopólio da Mídia, que será lançado em abril pela editora Veneta