Novo avião russo mira mercados de aviação brasileiro e latino-americano

De acordo com fabricante, "os especialistas da empresa estimam o potencial de venda do MS-21 nesta região em 100-150 aeronaves"

No começo do mês, a Rússia testou um novo avião de passageiros, o MS-21 (MC-21 no alfabeto cirílico). O projeto tem estado nas manchetes desde 2015 e, aos poucos, o fabricante, a empresa Irkut, tem surgido com novos detalhes.


Clique e faça agora uma assinatura solidária de Opera Mundi

A Sputnik Brasil já informou que o projeto poderia contar com participação brasileira: no Fórum Empresarial "Brasil-Rússia: direções estratégicas de cooperação", em setembro de 2015, foi assinado um memorando de cooperação entre a russa Irkut e o Estado brasileiro do Paraná para a implementação de um centro aeroespacial em Maringá, que seria responsável, entre outras coisas, pela produção de peças.

Em entrevista exclusiva à Sputnik Brasil, a assessoria de imprensa da Irkut disse, contudo, que o "progresso nesta direção se tornará possível em uma etapa futura, quando o avião tiver concluído os testes de certificação e começar o programa de produção [do avião] em série".

A Irkut, entretanto, destaca o potencial do Brasil e de outros países da América Latina para o projeto.

"A corporação Irkut está interessada em fornecimentos ao estrangeiro, inclusive ao Brasil, de aviões MS-21. De acordo com as previsões existentes, as companhias aéreas da América Latina irão precisar, até 2035, de cerca de 1,8 mil novos aviões de médio curso do tamanho correspondente ao do MS-21", frisa a assessoria de imprensa da empresa.

De acordo com a entidade, "os especialistas da empresa estimam o potencial de venda do MS-21 nesta região em 100-150 aeronaves".

Dimensões

O MS-21 pertence à classe de aviões de passageiros com um só corredor (single-aisle aircraft, segundo a terminologia inglesa). A fuselagem terá um pouco mais de 4 metros de largura, o que faz dele um avião com "o interior mais largo de todos os aviões da sua classe", frisa a assessoria de imprensa.

Haverá duas modificações, frisa a empresa: com os assentos mais amplos e mais cômodos ou com o corredor entre as filas de assentos mais largo, para evitar os tradicionais "engarrafamentos" durante o embarque e a distribuição de comida.

"O corredor mais largo permite agilizar sensivelmente o embarque e o desembarque, o que produz mais renda para as companhias aéreas", destaca a Irkut.

Procurador-geral dos EUA diz que suposta conspiração com Rússia é 'mentira espantosa'

Aula Pública com Frederico de Almeida: como é formada a elite da Justiça brasileira?

Rússia diz que matou líder do Estado Islâmico, Abu Bakr al-Baghdadi, em ataque na Síria

 

Divulgação

MS-21 mira mercados brasileiro e latino-americano

A aclimatização também será melhorada, assegura. Também frisa que, apesar do tamanho da aeronave, ela poderá aterrissar e decolar de todos os aeroportos que aceitam os Boeing e Airbus.

Destaques

O MS-21 é um "avião basicamente novo". Um aspecto são os materiais usados na construção: a asa, por exemplo, é feita de polímeros compostos. A empresa destaca que isso aconteceu pela primeira vez na construção russa de aviões de fuselagem estreita, "repetindo o passo inovador que a Boeing e a Airbus tinham realizado no setor de aviões de fuselagem larga".

Além das duas modificações do interior, a empesa oferece aos futuros clientes duas modificações técnicas: um motor PW1400G, da estadunidense Pratt & Whitney, ou um PD-14, da russa Corporação Unida de Construção de Motores. Ambos são motores de nova geração, que têm mais respeito pelo meio ambiente.

Estas inovações, conforme a assessoria de imprensa, permitirão reduzir os gastos operacionais em até 15% se compararmos com aviões análogos.

Além do conforto para os passageiros e para os pilotos (eles terão um cockpit mais cômodo, o que reduzirá seu grau de fadiga, conforme a empresa), o MS-21, pela primeira vez no mundo, implementa o sidestick ativo.

sidestick é uma ferramenta com a qual o piloto comanda o avião. Substitui a manche tradicional e se parece mais com um joystick. Já o sidestick ativo garante um feedback do avião, fazendo o piloto sentir fisicamente os movimentos da aeronave para reduzir o tempo de reação em situações críticas e melhorar as condições do voo em geral.

O voo

O primeiro voo teve lugar em 28 de maio no aeródromo da Fábrica de Aviação de Irkutsk, uma sucursal da Irkut. O voo, tripulado pelos pilotos Oleg Kononenko e Roman Taskaev (ambos condecorados com a medalha de Herói da Rússia), durou 30 minutos, chegando à altitude de 1.000 m a uma velocidade de 300 km/h.

Após o voo, Roman Taskaev disse, segundo a assessoria de imprensa: "Fantástico! Manejar [o avião] é tão cômodo que não é preciso nem se acostumar".

(*) Publicado originalmente em Sputnik

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Outras Notícias

PUBLICIDADE
X

Assine e receba as últimas notícias

Destaques

Publicidade

História Agrária da Revolução Cubana

História Agrária da Revolução Cubana
Este livro é um estudo sobre a saga da reforma agrária numa sociedade de origem colonial presa ao círculo vicioso do subdesenvolvimento. Fundamentado em farta documentação e entrevistas com técnicos e lideranças que participaram diretamente do processo histórico cubano, o trabalho reconstitui as barreiras encontradas pela revolução liderada por Fidel Castro para superar as estruturas materiais de uma economia de tipo colonial.
Leia Mais

O melhor da imprensa independente

PUBLICIDADE

A revista virtual
desnorteada

Mais Lidas

Últimas notícias