Coreia do Norte reabre linha militar com Sul e vai enviar delegação às Olimpíadas de Pyeongchang

Decisões foram tomadas após primeira reunião entre os dois países desde 2015; Seul propôs, também, retomada de encontros entre familiares

Esteja sempre bem informado
Receba todos os dias as principais notícias de Opera Mundi

Receba informações de Opera Mundi

A Coreia do Norte enviará uma delegação para participar dos Jogos Olímpicos de Pyeongchang, na Coreia do Sul, informam os representantes dos dois países após a reunião desta terça-feira (09/01). Além disso, decidiu reabrir, a pedido de Seul, a "linha vermelha" de comunicação entre os militares, sendo a primeira vez em dois anos que os debates de alto nível voltarão a ser realizados.


Clique e faça agora uma assinatura solidária de Opera Mundi

Esta foi a primeira reunião entre os dois países desde 2015, e aconteceu na zona desmilitarizada na fronteira entre as duas nações, no vilarejo de Panmunjom.

Na delegação, que participará do evento que ocorre entre 9 e 25 de fevereiro, estarão presentes atletas, oficiais e torcedores dos vizinhos do Norte. De acordo com uma nota divulgada pelo governo sul-coreano, o grupo ainda incluirá membros do taekwondo e de "apresentações artísticas".

Os representantes de Seul ainda propuseram que sejam retomados os reencontros entre familiares, separados pela Guerra da Coreia (1950-1953), e que a Cruz Vermelha supervisione o reencontro que seria realizado em fevereiro. No entanto, não houve decisão sobre essas resoluções.

Reunião de alto nível

Além da esfera esportiva, Seul pediu que o Norte faça "o quanto antes" uma reunião de alto nível "entre militares" com o objetivo de "eliminar ou reduzir os riscos dos erros de avaliação", acalmando a tensão na península coreana.

A reaproximação entre os dois governos ocorreu depois que Kim Jong-un, em seu pronunciamento de fim de ano, afirmou que desejava "todo o sucesso" para o evento esportivo realizado no país vizinho e que pensava em enviar uma delegação ao país.

Charge do Carvall: Enlarge Your Bomb (Aumente Sua Bomba)

Coreia do Norte aceita se reunir com o Sul

Papa Francisco pede diálogo entre Coreias e defende status de Jerusalém

 

Xinhua

Delegações do Sul (esq.) e Norte se reuniram pela primeira vez desde 2015

Por conta dessa abertura, a Coreia do Sul convidou os representantes coreanos para uma reunião de alto nível sobre o tema e, após mais de dois anos, as conversas entre os dois lados foram retomadas.

Também o Comitê Olímpico Internacional (COI) abriu uma exceção para o caso, ampliando o período de inscrições olímpicas.

Reações

O governo japonês foi o primeiro a se pronunciar sobre os resultados da reunião e disse acolher favoravelmente a decisão tomada no encontro. No entanto, o governo de Shinzo Abe pediu uma maior pressão sobre Pyongyang.

Já o governo da Rússia concordou com a decisão tomada hoje e disse que esse é o único caminho para diminuir a tensão na região e no mundo.

"Acolhemos com favor os contatos diretos entre os representantes das duas Coreias. Acreditamos que seja possível obter uma redução das tensões só através desse diálogo, e isso é precisamente o diálogo que a liderança russa considerava necessário", disse o porta-voz do presidente Vladimir Putin, Dmitri Peskov. 

(*) Com Ansa

Outras Notícias

X

Assine e receba as últimas notícias

Receba informações de Opera Mundi

Destaques

Publicidade

A música nos livros

A música nos livros

Música clássica, música popular, música engajada, música e política, música num romance policial. Se você gosta de música, não pode deixar de conhecer esses 20 títulos da editora Alameda. Clique aqui e confira. O frete é grátis.

Leia Mais

A revista virtual
desnorteada

O melhor da imprensa independente

Mais Lidas

Últimas notícias