Comediantes em Israel usam hit “Ai se eu te pego” para criticar ultraortodoxos

A paródia já foi vista mais de 145 mil vezes no Youtube

Uma dupla de comediantes criou polêmica em Israel ao fazer uma paródia da música “Ai se eu te pego” do cantor brasileiro Michel Teló. Na nova versão, os dois israelenses cantam uma canção sobre os conflitos protagonizados recentemente por judeus ultraortodoxos, que pretendem impor uma segregação dos sexos no país.

 

No último mês de dezembro, de acordo com queixas recebidas pelas autoridades locais, judeus ultraortodoxos cuspiram e repreenderam de forma “desrespeitosa” alunas de uma escola primária. A justificativa para os atos seria o comportamento e o vestuário.

No vídeo, os comediantes aparecem vestidos com trajes usados por ultraortodoxos dançando ao lado de duas mulheres vestidas com fantasias típicas do carnaval brasileiro. Até o fechamento desta matéria, a paródia já havia sido vista mais de 145 mil vezes no Youtube.

Reprodução

No vídeo, os comediantes aparecem ao lado de duas dançarinas

Apesar do conteúdo humorístico do vídeo, os comediantes sofreram algumas críticas em seu canal no Youtube por pessoas que não gostaram do conteúdo do material. Apesar disso, o vídeo fez sucesso no país e já veio parar, inclusive, em redes sociais no Brasil.

Dança dos soldados

Esta não é a primeira vez que a música do cantor Michel Teló aparece em Israel. Na última semana, um grupo de paraquedistas do país aparece dançando a música em local desconhecido.

O grupo de onze soldados aparece em uma estrada, quando de repente começam a dançar a música brasileira. No meio da coreografia, o grupo também joga ao ar bandeiras vermelhas, que representam as cores da unidade.

Soldados israelenses fazem coreografia do hit "Ai Se Eu Te Pego", de Michel Teló

Primavera Árabe eleva preço de eletricidade em Israel a recorde histórico

Explosões no Afeganistão matam soldados da OTAN e civis

 

Leia Mais

Outras Notícias

X

Assine e receba as últimas notícias

Receba informações de Opera Mundi

Destaques

Publicidade

Faça uma pós agora!

Faça uma pós agora!

A leitura literária é um fator importante na construção de relações humanas mais justas. Do mesmo modo, a formação de leitores críticos é imprescindível para a constituição de uma sociedade democrática.

Por isso, torna-se cada vez mais urgente a abertura de novos e arejados espaços de interlocução qualificada entre os sujeitos que atuam nesse processo, em diversos contextos sociais.

A proposta do curso é proporcionar, por meio de discussões abrangentes e aprofundadas sobre a formação do leitor literário, uma reflexão ancorada principalmente em três áreas do conhecimento: a teoria literária, a mediação da leitura e a crítica especializada.

Leia Mais

A revista virtual
desnorteada

O melhor da imprensa independente

Mais Lidas

Últimas notícias

Mulheres começam a dirigir na Arábia Saudita

Abertura é reflexo de uma mobilização de quase três décadas em defesa dos direitos das mulheres sauditas; as primeiras campanhas pelo direito a dirigir ocorreram nos anos 1990