Hoje na História: 1946 - Ataque do Viet Minh sobre Hanói dá início à Primeira Guerra da Indochina

As forças vietnamitas lideradas por Ho Chi Minh conclamavam a toda a população para lutasse pelo fim do jugo francês

Max Altman

Atualizada em 13/13/2017 às 13:31

É no dia 19 de dezembro de 1946 que as forças do Viet Minh comandadas por Ho Chi Minh lançam uma ofensiva noturna sobre a capital Hanói, fazendo com que as tropas coloniais francesas capitulassem diante dos rebeldes comunistas. Começava a primeira Guerra da Indochina.

Naquela noite, o líder revolucionário emitiu uma proclamação em que dizia que todos os vietnamitas deviam se levantar e combater os colonialistas franceses para salvar a pátria. Aqueles que tivesseem fuzis, deveriam usar seus fuzis. Os que tinham espadas, o mesmo. Aqueles que não possuíssem nem fuzis nem espadas, que se trouxessem pás, enxadas ou pedaços de pau. Todos deveriam se empenhar na oposição aos colonialistas e salvar a terra. Mesmo que tivessem de suportar dificuldades na resistência, com a determinação de fazer sacrifícios, a vitória seguramente viria, acreditava o líder. 

Ho Chi Minh deixou sua terra natal em 1911 para trabalhar como cozinheiro num navio francês. Após vários anos como marinheiro, viveu em Londres, Paris, onde, inclusive, em 1920, tornou-se membro fundador do Partido Comunista Francês. Mais tarde, trabalhou na União Soviética, onde estudou táticas revolucionárias e tornou-se partícipe ativo da Internacional Comunista. Em1924, viajou para a China dedicou-se à reintegração dos comunistas vietnamitas exilados. Retornaria ao Vietnã apenas em 1941.

 

Wikicommons

As forças vietnamitas lideradas por Ho Chi Minh conclamavam a toda a população para lutasse pelo fim do jugo francês 

Em seu país, estruturou a organização guerrilheira Viet Minh, visando à luta pela independência do Vietnã. O Japão ocupou a Indochina francesa em 1940, colaborando com os oficiais franceses leais ao regime de Vichy. Entrementes, Ho fez contatos com os Aliados, ajudando nas operações contra os japoneses no sul da China. No começo de 1945, o Japão expulsou a administração francesa no Vietnã, executando diversos de seus membros.

Quando o Japão capitulou diante dos Aliados em dois de setembro de 1945, Ho Chi Minh sentiu-se suficientemente encorajado para declarar a independência do Vietnã da França. Forças francesas ocuparam o Vietnã do Sul e abriram negociações com os comunistas vietnamitas no norte. As tentativas de acordo fracassaram em novembro de 1946. Incontinente, navios de Guerra franceses bombardearam a cidade de Haiphong, no norte do Vietnã, matando milhares de habitantes. Em resposta, o Viet Minh lançou um poderoso ataque contra os franceses em Hanói em dezembro daquele ano. As tropas francesas imediatamente revidaram e Ho e seus seguidores encontraram refúgio numa área remota do norte do Vietnã. O Viet Minh, invicto e amplamente apoiado pelo povo vietnamita, desencadeou uma crescente e efetiva Guerra de guerrilha contra as tropas francesas.

O conflito estendeu-se por oito anos, com Mao Tse Tung e os comunistas chineses apoiando o Viet Minh, enquanto os Estados Unidos ajudavam os franceses e as forças reacionárias da colônia. Em 1954, a França sofreu uma grande derrota em Dien Bien Phu, no noroeste do Vietnã, motivando negociações de paz e a divisão do Vietnã ao longo do Paralelo 17. O Vietnã foi dividido em duas regiões: norte e sul, com Ho Chi Minh no comando do Vietnã do Norte e o imperador Bao Dai no controle do Vietnã do Sul.

No final dos anos 1950, Ho Chi Minh organizou um movimento guerrilheiro comunista no sul, chamado de Vietcong. O Vietnã do Norte e o Vietcong enfrentaram com sucesso uma série de governos corruptos e ineficientes, sustentados por Washington, dando início em 1964 a uma longa resistência à intervenção militar dos Estados Unidos, conhecida como a Guerra do Vietnã.

Ho Chi Minh morreu em dois de setembro de 1969, 25 anos após a Declaração de Independência do Vietnã da França e seis anos antes que suas tropas conseguissem unificar o norte e o sul sob um governo comunista. Saigon, a capital do Vietnã do Sul passou a se chamar Cidade de Ho Chi Minh a partir de 1975, quando os comunistas já eram donos de todo o território vietnamita.

Comentários