Morre em Cuba Angela Castro, irmã mais velha de Fidel e Raúl

Angela estava há anos em uma clínica e sofria de mal de Alzheimer

Agência Efe

Angela Castro, a irmã mais velha dos líderes cubanos Fidel e Raúl, morreu em Havana aos 88 anos, segundo informou nesta terça-feira (29/02) o site Café Fuerte, citando outra das irmãs, Juanita Castro.

"Morreu ao amanhecer desta terça-feira, após ficar durante muito tempo em uma clínica", disse Juanita Castro, que mora em Miami, ao portal de informações sobre Cuba.

Segundo explicou Juanita, Angela Castro "nunca saiu de Cuba e eu nunca mais a vi desde que abandonei o país (em 1964). É a tragédia de todas as famílias cubanas divididas".

Fazia dois anos que Angela perdera a lucidez, afligida pelo mal de Alzheimer. Ainda de acordo com o Café Fuerte, a imprensa oficial cubana ainda não fez menção da morte de Angelita, como era conhecida por sua família.

Juanita Castro disse que não assistirá ao funeral de sua irmã e negou que esteja preparando uma visita à ilha por ocasião da visita do papa Bento XVI.

Nesta quinta-feira (01/03) será realizado um funeral privado em seu povoado natal, Birán, na província de Holguín, onde seus restos mortais serão cremados.

Angela María Castro Ruz, nascida em 2 de abril de 1923, era a mais velha dos sete filhos de Ángel Castro Argiz e Lina Ruz González.

Além de seis irmãos ainda vivos, Angela deixa cinco filhos: Tania, Ileana, Mirsa, Mario e José Antonio Fraga Castro, assim como vários netos.

Comentários

Leia Também