Estudantes criam extintor que apaga fogo com ondas sonoras nos Estados Unidos

Uma das vantagens é que o dispositivo é uma proposta muito mais limpa e sustentável, sem deixar resíduos químicos para trás

Redação

Dois estudantes de engenharia elétrica da universidade George Mason, em Virgínia, EUA, apresentaram como projeto de fim de curso um dispositivo que apaga o fogo com nada além de sons. 

Criado por Seth Robertson e Viet Tran, o aparelho lembra um extintor convencional, mas em vez de um tanque com produtos químicos comprimidos ou água, há uma espécie de alto falante que propaga ondas sonoras.

Reprodução

Dois inventores desenvolveram solução mais limpa e ecológica para resolver problemas de incêndio


“São sons de baixa frequência — funciona como o tum-tum do baixo no hip-hop”, explica Tran, em entrevista à CNN.

Uma das principais vantagens é que o dispositivo que emite ondas sonoras para combater chamas é uma proposta muito mais limpa e sustentável diante dos extintores que geralmente deixam para trás uma grande quantidade de resíduos químicos.

“A engenharia é a busca de soluções para problemas complicados. É encontrar um caminho para fazer do impossível o possível. É o que a gente faz”, diz Robertson.


A princípio, os estudantes imaginaram que o novo aparelho poderia ter funções mais simples, como um mecanismo auxiliar de cozinha, que pudesse ser acoplado, por exemplo, na coifa de um fogão. 

Depois, os jovens pensaram também na possibilidade de o dispositivo estar ligado a drones para ser utilizado em incêndios de maiores proporções, como em queimadas em florestas ou em acidentes em edifícios.

“Alguns alunos preferem um caminho mais seguro, mas Viet e Seth escolheram a opção de maior risco”, afirmou à emissora norte-americana o professor e mentor do projeto, Brian Mark. Agora, a universidade auxilia os dois inventores a tentar patentear o produto.

Comentários