Honduras decreta estado de exceção e toque de recolher

Deutsche Welle
Em meio a impasse no resultado das eleições presidenciais, país da América Central tem sido palco de confrontos que deixaram feridos manifestantes e agentes de segurança

Esteja sempre bem informado
Receba todos os dias as principais notícias de Opera Mundi

Receba informações de Opera Mundi

O governo de Honduras anunciou neste sábado (02/12) a declaração de estado de exceção para frear as ações violentas e de vandalismo registrados no país devido à suposta fraude nas eleições presidenciais de 26 de novembro último.


Clique e faça agora uma assinatura solidária de Opera Mundi

Um toque de recolher entrou em vigor às 23h da sexta-feira (5h GMT no sábado) e nos próximos dias estará vigente entre as 18h da noite e as 6h, em todo o país.

A informação foi avançada pela presidência, através do ministro Ebal Díaz, que indicou que o anúncio à população seria feito pelas 22h de sexta-feira (hora local), com a medida a entrar em vigor às 23h (hora local).

Díaz acrescentou que a suspensão de garantias constitucionais entrará em vigor atendendo a uma solicitação apresentada ao governo por parte de Forças Armadas, da polícia, empresas privadas e câmaras de comércio.

"Com a disposição as Forças Armadas e a polícia poderão resistir a esta onda de violência criada no país", disse o ministro ao Canal 5 da televisão local.

picture-alliance/AP Photo/R. Abd

Manifestantes acusam fraude nas eleições

Irlandeses votam a favor da legalização do aborto

Líderes das Coreias se reúnem para tentar salvar encontro com Trump

Irã continua cumprindo acordo nuclear, diz AIEA

 

Violentos confrontos

Honduras tem sido palco de confrontos que deixaram feridos manifestantes e agentes das forças de segurança. Registaram-se também incidentes como danos em edifícios públicos e privados, saques, paralisação parcial do trânsito e incêndios.

As manifestações são protagonizadas por simpatizantes da Aliança da Oposição contra a Ditadura, que levou o candidato Salvador Nasralla às eleições presidenciais. Nasralla acredita ser alvo de fraude eleitoral.

Os primeiros resultados deram como vencedor Nasralla, mas no meio da semana o Tribunal Supremo Eleitoral (TSE) de Honduras concedeu uma vantagem de pouco mais de um ponto percentual para o atual presidente, Juan Orlando Hérnandez, que assim vai se reeleger.

As eleições presidenciais do domingo passado sofrem um impasse, com a autoridade eleitoral do país a anunciar a recontagem de alguns votos.

Leia Mais

Outras Notícias

X

Assine e receba as últimas notícias

Receba informações de Opera Mundi

Destaques

Publicidade

Escravidão e Liberdade

Escravidão e Liberdade

A editora Alameda traz uma seleção especial de livros escravidão, abolição do trabalho escravo e sobre cultura negra. Conheça o trabalho de pesquisadores que se dedicaram profundamente a esses temas, centrais para o debate da questão racial e da história do Brasil. 

Leia Mais

A revista virtual
desnorteada

O melhor da imprensa independente

Mais Lidas

Últimas notícias

Irlandeses votam a favor da legalização do aborto

Maioria significativa respondeu com 'sim' em referendo sobre reforma da atual legislação do aborto na Irlanda, uma das mais restritivas da Europa; autoridades governamentais saúdam vitória da democracia em dia histórico

 

Philip Roth: um escritor aberto ao outro

Aos poucos, a geração de escritores que me formou e que foi decisiva na minha opção por estudar a literatura contemporânea vai terminando; e eu vou ficando cada vez menos contemporâneo

 

Santos anuncia ingresso da Colômbia na OTAN

O presidente e prêmio Nobel da Paz, J. Manuel Santos, escolheu ingressar na historicamente belicista OTAN na mesma semana em que se inicia a etapa final do processo eleitoral colombiano