Irã diz que ataques de Israel à Síria foram 'infundados' e critica 'silêncio' da comunidade internacional

Teerã diz que não tem nenhuma instalação militar na Síria e que ataques israelenses 'constituem violação da soberania nacional' do país

Esteja sempre bem informado
Receba todos os dias as principais notícias de Opera Mundi

Receba informações de Opera Mundi

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores do Irã, Bahram Qasemi, afirmou nesta sexta-feira (11/05) que Teerã considera os ataques de Israel a supostos alvos iranianos em Golã – os quais o país nega que existam – foram “infundados”. Ele criticou também o silêncio da comunidade internacional em relação aos bombardeios de Tel Aviv.


Clique e faça agora uma assinatura solidária de Opera Mundi

"Os ataques constantes do regime sionista [Israel] em solo sírio, que foram feitos sob pretextos inventados e sem fundamento, constituem uma violação da soberania nacional e a integridade territorial da Síria e são contrários às normas internacionais", afirmou Qasemi.

“O Irã condena veementemente os ataques contra a Síria. O silêncio da comunidade internacional incentiva a agressão por parte de Israel. A Síria tem todo o direito de se defender”, disse o porta-voz.

Reprodução/Telesur

Imagem mostra mísseis sobre Damasco: ataque de Israel deixou mais de 20 mortos

Líder supremo do Irã diz que Trump 'cometeu erro' ao tirar EUA de acordo nuclear

Irã lança 20 mísseis contra Colinas de Golã

Israel lança mísseis contra alvos irarianos na Síria

 

O premiê israelense, Benjamin Netanyahu, disse nesta quinta (10/05), que os ataques de Israel foram “justificados”, já que o Irã "passou a linha vermelha" ao atacar Israel. Ao mesmo tempo, Abolfazl Hassan Beigi, membro da Comissão para a Segurança e Política Externa do parlamento iraniano, afirmou que Teerã não tem nenhuma instalação militar na Síria e não esteve envolvido nos ataques contra Israel.

As tensões entre Israel e o Irã se agravaram depois as Colinas de Golã (sob ocupação de Israel) terem sido alvejadas e de o exército israelense ter lançado ataques contra uma alegada infraestrutura iraniana na Síria. Esta foi a maior troca de mísseis de grande envergadura entre os dois países na história, de acordo com informações da TV iraniana.

Segundo o Ministério das Relações Exteriores da Rússia, um total de 28 caças participaram da operação. Foram lançados de Israel mais de 60 mísseis, tendo a maioria deles sido derrubada pela defesa antiaérea síria. Os ataques deixaram mais de 20 mortos.

(*) Com Sputnik

Outras Notícias

X

Assine e receba as últimas notícias

Receba informações de Opera Mundi

Destaques

Publicidade

Escravidão e Liberdade

Escravidão e Liberdade

A editora Alameda traz uma seleção especial de livros escravidão, abolição do trabalho escravo e sobre cultura negra. Conheça o trabalho de pesquisadores que se dedicaram profundamente a esses temas, centrais para o debate da questão racial e da história do Brasil. 

Leia Mais

A revista virtual
desnorteada

O melhor da imprensa independente

Mais Lidas

Últimas notícias

O primeiro inverno

O outono ensolarado e de gelo faz um negócio com os corpos: ainda que haja tanto frio o calor do sol nos alegra os poros, como se se depositasse feito amante num hotel, deslizando sobre nossa pele