Teerã diz que EUA querem dar golpe de Estado ao criar 'Grupo de Ação' para Irã

Criação do grupo para o Irã foi anunciada nesta semana pelo secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo

Redação

Todos os posts do autor

O ministro das Relações Exteriores do Irã, Javad Zarif, disse neste domingo (19/08), em sua conta no Twitter, que a criação do “Grupo de Ação”, responsável por toda a política norte-americana em relação a Teerã na esteira da retirada dos EUA do acordo nuclear de 2015, visa derrubar o governo Iraniano.

Para Zarif, a tentativa de derrubar o governo iraniano não será bem-sucedida. “Há 65 anos, os EUA derrubaram o governo democraticamente eleito de [Mohammed] Mossadegh, restaurando a ditadura e subjugando iranianos pelos 25 anos seguintes. Agora, um ‘Grupo de Ação’ sonha em fazer o mesmo por meio de pressão, desinformação e demagogia. Nunca mais”, disse.

A criação do grupo para o Irã foi anunciada nesta semana pelo secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo. O grupo será responsável por coordenar e dirigir a política de Washington em relação a Teerã.

O diretor de planejamento de políticas do Departamento de Estado, Brian Hook, foi indicado para liderar o grupo como novo representante especial para o Irã. Segundo Pompeo, o grupo vai também desenvolver esforços para "conter o comportamento do Irã".

As relações dos EUA com o Irã se deterioraram após a decisão de Washington de se retirar do histórico acordo nuclear de 2015, em maio, bem como com a reimposição de sanções à República Islâmica. O movimento unilateral foi contestado por outros signatários do acordo, que prometeram tentar salvar o compromisso assumido.

Em 7 de agosto, os Estados Unidos oficializaram o primeiro pacote de sanções contra Teerã, que tem como alvo a compra de notas de dólares pelo Irã, o comércio de ouro e outros metais e transações envolvendo a moeda nacional. O segundo pacote está previsto para novembro, quando as exportações de petróleo e o setor de energia do Irã devem ser impactados.

(*) Com Sputnik

Comentários