Siga EM TEMPO REAL e com gráficos didáticos o avanço do novo coronavírus no mundo

Impactos no mundo e no Brasil, as principais decisões de governo, dicas para se prevenir: acompanhe a cobertura sobre a pandemia de covid-19 no planeta

A Organização Mundial da Saúde (OMS) alertou nessa quarta-feira (08/04) que o novo coronavírus está se espalhando de maneira muito rápida por todo o continente africano e que já são mais de 500 mortes registradas.

"O vírus foi lento em chegar até o continente em comparação com outras partes do mundo, mas a infecção cresceu exponencialmente nas últimas semanas e continua a difundir-se", alertou a entidade em relatório.

De acordo com a OMS, assim como aconteceu em outros lugares, o vírus chegou através de viajantes que retornavam de países da Europa, Ásia e América do Norte. O primeiro caso da covid-19 foi registrado no continente em 14 de fevereiro, no Egito e, desde então, 52 países já relataram terem pessoas infectadas e a contaminação vem acelerando.

Se inicialmente o vírus ficou circunscrito nas principais cidades e nas capitais, "um significativo número de países africanos reportaram caso" nos últimos dias. O temor da OMS é que, por conta das recentes epidemias e guerras no continente, os sistemas de saúde ficaram "fragilizados", com "emergências complexas".

"A comunidade internacional deve estender a esses países um apoio técnico e financeiro para melhorar a capacidade de resposta para minimizar a difusão da epidemia. Alguns países na África não tem infraestrutura adequada para unidades de terapia intensiva, como leitos, respiradores e pessoal treinado. É crítico que os países façam tudo o que podem para que a epidemia não se intensifique", diz ainda a entidade, que afirma também estar atuando para treinar as equipes médicas.

Segundo o Centro Universitário Johns Hopkins, são 10.655 casos da covid-19 no continente e 532 mortes confirmadas. O número de casos confirmados mais que dobrou desde o dia 30 de março, quando havia 4.718 contaminações, e quase quadruplicou no número de mortos - eram 152 no mesmo dia.

A África do Sul continua sendo o país com mais casos da doença, com 1.749 contaminados e 13 mortes. O Egito vem na sequência, com 1.450 infectados (eram 609 em 30 de março), mas com 94 falecimentos confirmados - contra 40 há nove dias. Na sequência aparecem Argélia (1.468 casos e 193 mortes) e Marrocos (1.184 contaminados e 90 óbitos). (Com ANSA)

Mapa

Como usar o mapa: Use as abas para mudar de categoria. Em "Totals", você vê os dados consolidados; em "World", os números por país; em "Plots", você vê a evolução dos números em gráficos; em Map, o mapa geral de casos; em US, o número de casos por Estado nos EUA. Caso as abas não apareçam, use a setinha para mudar.

O mapa mundial foi desenvolvido pela Universidade Johns Hopkins e está disponível somente em inglês.


Veja como está a confirmação dos casos nos países da América Latina (defasagem de 24 horas):

Aqui você vê animações gráficas que mostram a evolução do número de casos e de mortos ao longo do tempo. Essas animações estão sempre um dia defasadas, pois dependem da compilação de dados feita pelo Centro Europeu de Prevenção de Doenças e Controle.

Para operá-las, use o botão de play e pause que se encontra no canto inferior esquerdo. Você também pode mexer na barra temporal que fica do lado do botão e ajustar a data para a de sua preferência.

Made with Flourish

Made with Flourish

(*) A primeira versão deste texto foi publicada em 17 de março de 2020, e está sendo atualizado constantemente nesta URL.

Comentários