Hoje na História - 1498: Vasco de Gama chega à Índia

Hoje na História - 1498: Vasco de Gama chega à Índia

Max Altman

Em 20 de maio de 1498, o navegador e explorador português Vasco de Gama tornou-se o primeiro europeu a atingir a Índia atravessando os oceanos Atlântico e Índico, quando chegou a Calicute, abrindo assim o caminho para as Índias. Todavia, a expansão de Portugal em direção a essa região seria limitada devido à falta de armadores e da concorrência holandesa. 

Após a descoberta da América por Cristóvão Colombo a serviço dos Reis Católicos da Espanha, o rei de Portugal encarregou Vasco de Gama de abrir o caminho para as Índias. Lá o navegador e explorador português criou as bases necessárias para as relações comerciais que se seguiram. Depois de regressar ao país natal, Vasco da Gama retornou às Índias e lá fundou diversas colônias portuguesas como Goa, Damão e Diu. 

A expedição marítima autorizada pelo rei de Portugal, D. Manuel I, o Venturoso, zarpou de Lisboa em 8 de julho de 1497, sob a bênção da hierarquia da Igreja Católica. Vasco da Gama estava no comando da nau capitânia e mais duas caravelas e uma tripulação de 200 homens. Estabeleceu uma em direção oeste para o caminho às Índias, Sua esquadra dobraria o Cabo da Boa Esperança no fim do mês de março para atingir as Índias em maio de 1498. 

Vasco dobrou o Cabo da Boa Esperança e ancorou em Malindi, costa oriental da África. Com a ajuda de um mercador indiano, largou-se ao mar através do Oceano Índico. Bartolomeu Dias havia sido o primeiro a descobrir esse caminho, porém, devido às dificuldades encontradas para atravessar o tenebroso Cabo das Tormentas desistiu de prosseguir. Com a nova expedição determinada pelo rei, Vasco da Gama e suas três naus alcançam êxito em abrir caminho e estabelecer a “rota das especiarias”.

O navegador português não foi muito bem recebido pelos mercadores muçulmanos de Calcutá tanto que em 1499 teve de abrir caminho à força para chegar ao porto onde seus navios estavam ancorados para poder retornar a Portugal. Em 1502, comandou uma esquadra de caravelas com destino a Calcutá para vingar o massacre de exploradores portugueses lá ocorrido sendo bem-sucedido em subjugar os habitantes locais. Em 1524, foi enviado pela coroa portuguesa como vice-rei da Índia mas a caminho caiu doente tendo falecido em Cochin. 

A obra Os Lusíadas, de Luis de Camões, celebrou a epopeia de Vasco da Gama: “As armas e os Barões assinalados/Que da Ocidental praia lusitana/Por mares nunca de antes navegados/Passaram ainda além da Taprobana”.

Comentários