Bomba atinge ônibus e deixa mais de 30 mortos no Afeganistão

Porta-voz da província de Farah, Farooq Barakzai, confirmou o balanço, mas afirmou que o número de vítimas pode ficar ainda maior por causa da quantidade de feridos

Redação

ANSA ANSA

Cabul (Afeganistão)

Pelo menos 34 pessoas, entre mulheres e crianças, morreram e outras 17 ficaram feridas na manhã desta quarta-feira (31/07) após o ônibus em que estavam passar sobre uma bomba colocada em uma estrada no distrito de Bala Blok, no oeste do Afeganistão. 

O porta-voz da província de Farah, Farooq Barakzai, confirmou o balanço, mas afirmou que o número de vítimas pode ficar ainda maior por causa da quantidade de feridos. "Dezenas de passageiros, sobretudo mulheres e crianças, foram mortas quando o ônibus em que viajavam atingiu uma bomba na estrada", explicou.

Barakzai ainda afirmou que o crime foi provocado pelo grupo fundamentalista islâmico Talibã. No entanto, até o momento, nenhum membro reivindicou o ataque. 

O ônibus estava passando ao longo da rodovia Kandahar-Herat quando explodiu, por volta das 6h da manhã (horário local).

Reprodução
17 pessoas ficaram feridas após a explosão da bomba

O ataque acontece um dia depois de um relatório das Nações Unidas advertir que o nível em que os civis são mortos e feridos na guerra no Afeganistão é "chocante", apesar dos esforços para pôr fim ao conflito que dura quase 18 anos. 

De acordo com a Missão da ONU no Afeganistão (MANUA), no primeiro semestre de 2019, 1.366 civis morreram e 2.446 ficaram feridos, apesar do número de vítimas ter reduzido em 27% em comparação com o mesmo período de 2018.  

Comentários