Avião com 71 pessoas a bordo cai nos arredores de Moscou

Deutsche Welle
Aeronave operada pela companhia russa Saratov Airlines transportava 65 passageiros e seis tripulantes e desapareceu dos radares poucos minutos após decolar; não há sobreviventes

Esteja sempre bem informado
Receba todos os dias as principais notícias de Opera Mundi

Receba informações de Opera Mundi

Um avião de passageiros que fazia um voo doméstico caiu perto de Moscou neste domingo (11/02), após decolar do aeroporto Domodedovo, na capital russa. Todas as 71 pessoas a bordo morreram, segundo autoridades russas.


Clique e faça agora uma assinatura solidária de Opera Mundi

A aeronave do modelo Antonov AN-148 era operada pela companhia aérea russa Saratov Airlines e voava em direção à cidade de Orsk, a cerca de 1.500 quilômetros da capital e próxima à fronteira com o Cazaquistão. O avião desapareceu dos radares poucos minutos depois de decolar.

Segundo agências, 65 passageiros e seis tripulantes estavam no avião. Uma fonte dos serviços de emergência disse à agência Interfax que as 71 pessoas "não tinham chance alguma" de ter sobrevivido. O governador da província de Oremburgo, para onde o avião voava, disse que mais de 60 pessoas a bordo eram da região.

O Ministério de Emergências enviou equipes para o local onde destroços foram encontrados, no distrito de Ramensky, a cerca de 40 quilômetros de Moscou.

Franceses pedem que Rússia pague dívida contraída por czares no século 19

Moscou teve apenas seis minutos de luz solar em dezembro

EUA divulgam lista com 210 nomes ligados a Putin que podem sofrer sanções e abrem crise com Rússia

 

Segundo a agência Interfax, os destroços do avião se espalharam por uma grande área. A televisão estatal russa mostrou imagens dos fragmentos da aeronave sobre a neve. A Rússia teve nevascas recordes nos últimos dias, e há relatos de que a visibilidade estava ruim.

Testemunhas do vilarejo de Argunovo viram um avião em chamas caindo. A causa do desastre ainda não foi esclarecida. O Ministério dos Transportes russo está considerando uma série de fatores, incluindo condições meteorológicas e um erro do piloto. Procuradores abriram uma investigação sobre a queda.

Reuters

Destroços do avião se espalharam por área coberta de neve

O avião, fabricado na Ucrânia e na Rússia, tinha sete anos de idade e foi comprado pela Saratov Airlines de outra companhia russa há um ano.

Equipamentos gastos e supervisão ruim assolaram a aviação civil russa durante anos após o colapso da União Soviética, em 1991, mas a segurança melhorou consideravelmente nos últimos anos.

O último desastre aéreo de larga escala na Rússia ocorreu em desembro de 2016, quando um Tu-154 operado pelo Ministério da Defesa e a caminho da Síria, caiu no Mar Negro minutos depois de decolar de Sochi.

LPF/rtr/afp/ap

Outras Notícias

X

Assine e receba as últimas notícias

Receba informações de Opera Mundi

Destaques

Publicidade

Escravidão e Liberdade

Escravidão e Liberdade

A editora Alameda traz uma seleção especial de livros escravidão, abolição do trabalho escravo e sobre cultura negra. Conheça o trabalho de pesquisadores que se dedicaram profundamente a esses temas, centrais para o debate da questão racial e da história do Brasil. 

Leia Mais

A revista virtual
desnorteada

O melhor da imprensa independente

Mais Lidas

Últimas notícias

Irlandeses votam a favor da legalização do aborto

Maioria significativa respondeu com 'sim' em referendo sobre reforma da atual legislação do aborto na Irlanda, uma das mais restritivas da Europa; autoridades governamentais saúdam vitória da democracia em dia histórico

 

Philip Roth: um escritor aberto ao outro

Aos poucos, a geração de escritores que me formou e que foi decisiva na minha opção por estudar a literatura contemporânea vai terminando; e eu vou ficando cada vez menos contemporâneo