Apresentadora de TV pró-Kadafi é morta em prisão na Líbia

Hala Misrati ficou conhecida após desafiar os opositores ao coronel na televisão

Hala Misrati, a mais conhecida apresentadora de televisão da Líbia e defensora do governo de Muamar Kadafi, foi encontrada morta neste domingo (19/02) na prisão. O anúncio do falecimento da jornalista acontece no momento em que a ONU (Organização das Nações Unidas) e diversas organizações de direitos humanos denunciam práticas de tortura e assassinatos contra simpatizantes do regime de Kadafi desde a execução do coronel.



Segundo a agência de notícias Al Arabija, ainda não foram apuradas as circunstâncias da morte de Misrati, porém, os primeiros indícios indicam que se tratou de um homicídio cometido por membros do CNT (Conselho Nacional de Transição). Misrati, de 31 anos, teve especial destaque no início da guerra civil líbia, em fevereiro de 2011, ao discursar frente às câmeras contra os opositores do coronel e à invasão da OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte), coordenada pela França.

Após ser presa, Misrati foi exibida como um troféu. A última aparição diante das câmeras aconteceu em 30 de dezembro passado, quando ela apareceu em silêncio, segurando uma folha com a data da gravação, e com o rosto cheio de hematomas (veja vídeo abaixo). Depois disso, mais ninguém soube do paradeiro da jornalista.



A ONU, a Anistia Internacional e a ONG Médicos Sem Fronteira afirmam que desde a morte de Kadafi e da consequente subida ao poder do rebeldes, inúmeros casos de violações e assassinatos contra simpatizantes do antigo governo foram registrados na Líbia. Cerca de oito mil pessoas estão presas e sofrem torturas constantes, de acordo com os Médicos Sem Fronteiras. Segundo a Anistia Internacional, a violência na Líbia está totalmente “fora do controle”.

Os próximos passos do Tio Sam

Níger nega pedido de governo líbio para extraditar filho de Kadafi

Síria pede que Tunísia e Líbia que fechem suas embaixadas em Damasco

 

Leia Mais

Outras Notícias

X

Assine e receba as últimas notícias

Receba informações de Opera Mundi

Destaques

Publicidade

Escravidão e Liberdade

Escravidão e Liberdade

A editora Alameda traz uma seleção especial de livros escravidão, abolição do trabalho escravo e sobre cultura negra. Conheça o trabalho de pesquisadores que se dedicaram profundamente a esses temas, centrais para o debate da questão racial e da história do Brasil. 

Leia Mais

A revista virtual
desnorteada

O melhor da imprensa independente

Mais Lidas

Últimas notícias

Irlandeses votam a favor da legalização do aborto

Maioria significativa respondeu com 'sim' em referendo sobre reforma da atual legislação do aborto na Irlanda, uma das mais restritivas da Europa; autoridades governamentais saúdam vitória da democracia em dia histórico

 

Philip Roth: um escritor aberto ao outro

Aos poucos, a geração de escritores que me formou e que foi decisiva na minha opção por estudar a literatura contemporânea vai terminando; e eu vou ficando cada vez menos contemporâneo

 

Santos anuncia ingresso da Colômbia na OTAN

O presidente e prêmio Nobel da Paz, J. Manuel Santos, escolheu ingressar na historicamente belicista OTAN na mesma semana em que se inicia a etapa final do processo eleitoral colombiano