Cidade dos EUA irá prender mendigos que não saírem do centro

Nova lei no Estado da Carolina do Sul prevê criação de um "disque mendigo" para que população denuncie sem-tetos

Os mendigos que vivem no centro da cidade de Columbia, no Estado da Carolina do Sul, serão obrigados a saírem do local. Do contrário, irão para a cadeia. Na semana passada, a prefeitura aprovou por unanimidade a lei “Resposta Emergencial aos Sem-Teto”, que vai “remover” do centro da cidade pessoas que não têm moradia fixa. Aqueles que se recusarem a sair vão ser autuados e presos.

Leia também:
Com uso de filmadoras no uniforme, casos de abuso policial caem 65% em cidade dos EUA

Wikicommons

Foto de sem-teto nas ruas dos EUA: os de Columbia, na Carolina do Sul, terão que sair do centro da cidade

A medida, que já está em vigor, tem diretrizes claras: policiais responsáveis pela patrulha terão a missão de expulsar da região central pessoas que estejam "vagando". Os oficiais foram instruídos a fazer cumprir rigorosamente a lei de "qualidade de vida", incluindo a “proibição de vadiagem, urinar no espaço público, e outras violações”. Além disso, será criado em Columbia um “disque mendigo” – linha telefônica para que a população avise os policiais da presença de sem-teto nas ruas do centro.

Leia também:
Reino Unido avisou EUA antes de deter brasileiro por suspeita de terrorismo

A prefeitura se defende das críticas dizendo que já foram criados abrigos - nas periferias, é claro - para os sem-teto que moram no centro. No entanto, a imprensa de Columbia noticiou nesta quarta-feira (21/08) que o número de vagas dos albergues é pelo menos seis vezes menor que o necessário para atender a demanda. Segundo informações oficiais, cerca de 1.518 mendigos terão que se retirar nos próximos dias do centro.

Obama anuncia mudanças em espionagem e diz que Snowden 'não é patriota'

Assange diz que anúncio de Obama sobre espionagem é “vitória de Snowden”

Israel bombardeia Gaza após queda de foguete em seu território

 

“É a medida mais incompreensível que eu vi ser aprovada nos últimos 30 anos em qualquer cidade dos EUA”, afirma Michael Stoops, diretor da Coalizão Nacional pelos Sem-Teto em entrevista ao portal Think Progress. Michael compara a nova lei em Columbia com a segregação racial promovida por fazendeiros e empresários no século XX no centro-oeste dos EUA. "Usando um abrigo enorme nos arredores para receber todos os desabrigados de uma cidade é algo que nunca funcionou em qualquer lugar do mundo", argumenta.

Representantes de organizações de direitos humanos irão apresentar uma representação legal na justiça contra a medida, alegando que a lei fere os direito básico de tratamento igualitário entre as pessoas. "A concepção clara dessa lei é que querem que os sem-teto sejam invisíveis no centro de Columbia", disse Susan Dunn, representante da União dos Direitos Civis dos EUA. "Você pode jogá-los em algum lugar ou você pode ir para a cadeia. Isso é, na verdade, um abuso de poder", critica.

Columbia é a capital e maior cidade do estado da Carolina do Sul. São cerca de 130 mil habitantes.

Leia Mais

PUBLICIDADE

Outras Notícias

PUBLICIDADE
X

Assine e receba as últimas notícias

Destaques

Publicidade

Promoção 100 livros para os 100 anos da Revolução

Promoção 100 livros para os 100 anos da Revolução

Inspirada pela Revolução Russa, a Alameda Casa Editorial fez uma seleção de 100 livros com desconto de 20% e frete grátis. São livros que tratam da sociedade capitalista, do mercado de trabalho, do racismo, do pensamento marxista, das grandes depressões econômicas, enfim: do pensamento social que, direta ou indiretamente, foi influenciado pela revolução dos trabalhadores de 1917. Aproveite.

Leia Mais

O melhor da imprensa independente

PUBLICIDADE

A revista virtual
desnorteada

Mais Lidas

Últimas notícias