Museu do Louvre fecha ala por causa de cheia no rio Sena

Prefeitura de Paris recomendou evacuação dos andares subterrâneos do Louvre que abrigam centenas de obras de arte não expostas; cidade em alerta para aumento do nível da água

ANSA

0

Todos os posts do autor

O Museu do Louvre, em Paris, fechou nesta quarta-feira (24/01) uma parte de sua seção de arte islâmica por causa da cheia no rio Sena, que corta a capital da França.

O aumento do nível da água colocou as autoridades locais em estado de alerta, e a Prefeitura de Paris até recomendou a evacuação dos andares subterrâneos do Louvre, que abrigam centenas de obras de arte não expostas.

Já o Museu d'Orsay, na margem oposta do Sena, cancelou um evento que estava marcado para esta quinta-feira (25/01) e transferiu alguns quadros para os andares mais altos. O rio atingiu nesta manhã a marca de 5,47 metros no centro de Paris e continua subindo entre um e dois centímetros por hora.

O nível máximo da água, previsto para esta sexta-feira (26/01), deve ser superior a seis metros. A via Georges-Pompidou, que corre ao lado do Sena, está submersa, enquanto a linha de metrô que margeia o rio teve seus serviços interrompidos.

Wikicommons

A cidade de Paris está em alerta para aumento do nível da água

Comentários

Leia Também